Quem Somos

Com mais de 28 anos de atividade, a SOBRATEMA - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir o conhecimento e informações, participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e da mineração.

A entidade conta com o apoio de mais de 1 mil associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parceiros estratégicos, que englobam as principais entidades representativas de profissionais no Brasil e no exterior.

Blog da Sobratema

Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração

PESQUISAR

março 23 , 2017

Planejamento e controle fazem a diferença na manutenção de máquinas e veículos

Em cenários de dificuldades econômicas, as empresas buscam reduzir custos para preservação de seu equilíbrio financeiro até o momento da retomada. Algumas vezes, elas olham para o setor da manutenção como uma das fontes para isso. Esse ponto vista é importante, desde que esta área não seja estratégica para os negócios da companhia. E, por meio da literatura e da experiência, que fornecem métodos e conhecimento, é possível descobrir se ela é estratégica ou não.

 

Na visão de especialistas, nesta atual cenário, há certas medidas que podem ser tomadas antes das reduções de custos, como por exemplo, a renegociação de dívidas. No caso da manutenção, o ideal é buscar a excelência nessa área, focando justamente um menor custo. Para isso, é imprescindível ter uma gestão eficiente, baseada em planejamento e controle. Esses dois itens fazem toda a diferença, porque o primeiro seria o destino e o segundo, a rota para atingi-lo.

 

Além disso, sem um bom planejamento das atividades de manutenção, o trabalho torna-se imprevisível, porque o gestor não tem uma ideia real de custo, não consegue dimensionar de maneira efetiva seus ativos, a mão de obra necessária para realização da tarefa, e os recursos físicos, como por exemplo, a oficina, as ferramentas e os materiais. O controle também fica prejudicado, resultando em menos produtividade e qualidade e mais custos e retrabalho.

 

Uma gestão de manutenção de máquinas deve, então, considerar processos, resultados, indicadores. E ela requer competência, habilidade e atitude, além de uma visão pró-ativa, que consiga se antecipar aos problemas. Antigamente, o gestor era tão bom quanto mais rápido consertasse o ativo, mas no atual cenário, é preciso mais, uma vez que a equação é mais complexa, já que a manutenção não está sozinha. Ela se relaciona com recursos humanos, treinamento, compras, estoques, participa da área de financeira, contribuindo na definir melhores marcas, modelos, dimensionando corretamente.

Postado em M&T Peças e Serviços, Sobratema Workshop

Nenhum comentário

março 16 , 2017

Associação vai fomentar os mercados da construção e da mineração

O Brasil é um das dez maiores economias globais e abrange mais de 50% do mercado da América do Sul para equipamentos de construção. Para fomentar, ainda mais, esse segmento, a Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema) acaba de associar a Messe München, organizadora da bauma, maior feira mundial de equipamentos para construção, objetivando a cooperação na promoção das principais feiras da Sobratema no Brasil. 

Essa associação pretende dar ao setor uma visão global consistente a atualizada dos processos, métodos construtivos, materiais e sistemas, vai fomentar, ainda mais, a realização de negócios bilaterais, já que permitirá as empresas brasileiras obter uma maior abrangência no mercado latino-americano, e possibilitará a entrada de novas tecnologias no mercado nacional, que contribuam para o desenvolvimento sustentável da infraestrutura e da construção no país.

Além disso, a cooperação pode contribuir para o crescimento da projeção na América Latina da M&T Expo – Feira e Congresso Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, consolidando-a como a feira mais importante do setor e como endereço certo e desejado dos expositores internacionais. E, também, pode impulsionar a M&T Peças e Serviços – Feira e Congresso de Tecnologia e Gestão de Equipamentos para Construção e Mineração e a Construction Expo – Feira de Edificações e Obras de Infraestrutura – Serviços, Materiais e Equipamentos para tornarem-se referências no setor, em igual posição ocupada pela M&T Expo.

Para a Sobratema, a associação reforça seu papel institucional como provedora de soluções, conhecimento, formação e atualização dos profissionais que atuam no mercado latino-americano da construção e da mineração. Para Messe München, a cooperação com essa feira de máquinas de construção nos permite ter acesso àquele que é, para nós, o mais importante mercado na América do Sul e reforça nossa posição de líderes como organizadores de feiras de máquinas de construção.

A M&T Peças e Serviços e a Construction Expo serão promovidas de 7 a 9 de junho de 2017, durante a Semana das Tecnologias Integradas para Construção, Meio Ambiente e Equipamentos, que também contará com a BW Expo 2017 – Feira de Serviços e Tecnologias para Gestão Sustentável de Água, Resíduos, Ar e Energia e o Sobratema Summit 2017, maior evento de conteúdo nas áreas de construção e meio ambiente.

Postado em M&T Expo , Semana das Tecnologias Integradas

Nenhum comentário

março 09 , 2017

Tecnologias promovem o tratamento de gases poluentes

Resultado da emissão de gases e pequenas partículas que alteram sensivelmente a qualidade do ar, a poluição atmosférica traz consequências ao ecossistema como um todo, prejudicando não apenas a saúde humana, mas também os animais, os vegetais e o patrimônio cultural e histórico.

 

Para preservar o meio ambiente e melhorar a questão da qualidade do ar, vêm sendo desenvolvidas tecnologias para tratamento de poluentes, para controle da poluição do ar, de material particulado (MP), e para gases e vapores.

 

       Foto: Soluções industriais 

 

 

Para o controle de MP, por exemplo, os filtros de manga, usados em larga escala, fazem a separação de gases e partículas, através da passagem do ar. As impurezas ficam retidas nos poros dos fios e na superfície do filtro. Para que as mangas não entupam, é importante realizar a manutenção do sistema de limpeza desse filtro.

 

Há também os precipitadores eletrostáticos, que reduzem emissões de material particulado abaixo dos limites legais exigidos pelos órgãos ambientais. Eles podem ser secos, comumente empregado para remover partículas secas, como cinzas, grãos e poeiras; e os molhados, que recupera partículas úmidas.

 

No Brasil, a Resolução CONAMA nº 3/1990 é que estabelece os padrões de qualidade do ar e os parâmetros regulamentados são as partículas totais em suspensão, fumaça, partículas inaláveis, dióxido de enxofre, monóxido de carbono, ozônio e dióxido de nitrogênio. 

 

A BW Expo 2017 – Feira de Serviços e Tecnologias para Gestão Sustentável de Água, Resíduos, Ar e Energia, apresentará de 7 a 9 de junho de 2017 as principais tecnologias voltadas para tratamento de gases poluentes. O evento será promovido durante a Semana das Tecnologias Integradas para Construção, Meio Ambiente e Equipamentos.

Postado em BW Expo

Nenhum comentário

março 02 , 2017

Escolha assertiva de um attachment passa por diversos fatores

 A necessidade de aprimorar a execução dos serviços e de reduzir custos motiva as empresas a observar de forma mais atenta as opções de equipamentos e acessórios que existem no mercado, que não apenas atendam a esses dois requisitos, mas também que tragam produtividade e melhor performance operacional.

No Brasil, existe uma gama de equipamentos e de attachments para atender as mais diversas aplicações e tipos de obras. Por esse motivo, é necessário avaliar as atividades requeridas no projeto para, então, identificar o equipamento mais adequado, que deverá ser equipado com toda uma gama de acessórios. Assim, o envolvimento dos fabricantes e distribuidores torna-se fundamental em termos de análise do projeto e para a oferta de alternativas disponíveis, que muitas vezes são desconhecidas pelo usuário.

                 Foto: Revista M&T 

 

No caso específico dos attachments, sua aplicação está ligada a projetos de curto prazo e de menor porte, como por exemplo, obras urbanas de construção ou de restauração. Eles também têm sido utilizados em atividades pontuais em grandes projetos. Há ainda a utilização de implementos na mineração, fábrica de cimento, siderurgia e outros. Dessa forma, a escolha assertiva de um acessório está atrelada ao trabalho a ser executado, além de outros fatores, como aplicabilidade, preço, ganhos produtivos, fator de utilização, qualidade, população do modelo e valor de propriedade.

Na área de demolição, por exemplo, essa seleção também passa pela energia a ser aplicada, volume de produção e dimensões dos materiais a serem rompidos e qual é o tipo de demolição – primária, secundária ou ambas. A primária é realizada através de rompedores hidráulicos, tesouras de demolição primária ou mesmo explosivos. A secundária tem como principal objetivo de separar o material demolido para reutilização, reciclagem ou transporte.

A M&T Peças e Serviços – Feira e Congresso de Tecnologia e Gestão de Equipamentos para Construção e Mineração será promovida de 7 a 9 de junho, durante a Semana das Tecnologias Integradas para Construção, Meio Ambiente e Equipamentos. 

Postado em M&T Peças e Serviços

Nenhum comentário

fevereiro 23 , 2017

Construção civil busca implantar práticas inovadoras nos canteiros de obras

O mercado da construção civil tem procurado implantar nos canteiros de obras pelo país práticas inovadoras e sistemas construtivos que colaborem para a sustentabilidade ambiental e para a segurança do trabalhador. Com isso, além de resultados significativos para diminuir os desperdícios, a geração de resíduos, o consumo de recursos naturais e a emissão de materiais particulados, e para a mitigação de riscos à saúde dos profissionais envolvidos, há os benefícios econômicos.

     Foto: Bruno Peres/Min. Cidades

 

Uma das iniciativas que tem o objetivo de desenvolver de soluções tecnológicas para atender o canteiro de obras de empreendimentos habitacionais, especialmente de interesse social, é a rede de pesquisa colaborativa CANTECHIS, financiada pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) do  Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e cujos resultados foram apresentados em um workshop realizado em São Paulo. Quatro universidades brasileiras estiveram envolvidas: Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Dos cinco subprojetos elaborados, um deles fez o diagnóstico das necessidades tecnológicas para o desenvolvimento de canteiros mais sustentáveis e seguros e analisou as lacunas e oportunidades para serem trabalhadas, a fim de melhorar a questão socioambiental em obras. Para isso, foram estipuladas diretrizes e foram entrevistadas diversas empresas que atuam no segmento para saber quais são as práticas atuais aplicadas nos projetos.

Uma das descobertas desse estudo foi que o mercado considera importante a adoção de tecnologia e processos para mitigar os riscos na obra e minimizar o impacto ambiental. No entanto, apesar dessa conscientização, há ainda o desafio de implementação dessas práticas no dia a dia dos canteiros de empreendimentos de habitação de interesse social. Um exemplo foi que 100% dos entrevistados considera muito importante a redução das perdas de materiais na obra, mas cerca de 60% criaram práticas para alcançar esse objetivo.

A rede de pesquisa ainda trabalhou as questões de emissão de material particulado nas vizinhanças de canteiros; tecnologias de execução para melhoria das condições de trabalho e redução de resíduos; sistemas de proteção coletiva para canteiros de obras e soluções tecnológicas sustentáveis para instalações provisórias de canteiros de obras.

Esses temas estarão em evidência na Semana das Tecnologias Integradas para Construção, Meio Ambiente e Equipamentos, que ocorrerá de 7 a 9 de junho, em São Paulo, e que reunirá o Sobratema Summit 2017, maior evento de conteúdo nas áreas da construção e do meio ambiente, a Construction Expo – Feira de Edificações e Obras de Infraestrutura – Serviços, Materiais e Equipamentos, a BW Expo - Feira de Serviços e Tecnologias para Gestão Sustentável de Água, Resíduos, Ar e Energia, e a M&T Peças e Serviços – Feira e Congresso de Tecnologia e Gestão de Equipamentos para Construção e Mineração.

Postado em Construction Expo , Semana das Tecnologias Integradas

Nenhum comentário

fevereiro 16 , 2017

Brasil é destaque em energia eólica

 O Brasil é a nona nação com maior capacidade instalada de geração de energia eólica no mundo, segundo estudo realizado pelo Conselho Mundial de Energia Eólica (GWEC, sigla inglês). Ano passado, o país estava na décima posição, mas ao alcançar a marca de 10,74 mil megawatts (MW) instalados de capacidade eólica em 2016, dois mil megawatts a mais do que em 2015, superou a Itália, que obteve 9,2 mil megawatts.
 
                   Foto: Grandes Construções 
 

Com isso, o Brasil já responde por 2,2% da capacidade global. E, até 2020, o País poderá alcançar 18 GW, considerando os contratos já realizados e novos leilões, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica). A China lidera o ranking 168,7 mil megawatts, seguido por Estados Unidos (82,2 mil MW), Alemanha (50 mil MW), Índia (28,7 mil MW) e Espanha (23 mil MW).

No total, o Brasil possui em 430 parques eólicos, sendo o Rio Grande do Norte, o estado com o maior número de parques eólicos (125) e potencia em operação no país (3,4 GW de capacidade instalada). Na sequência estão os estados da Bahia, com 1,9 GW e 73 parques eólicos, e o Ceará, com 1,7 GW de capacidade instalada e 68 parques.

O potencial eólico do Brasil segue crescendo, por esse motivo, os investidores seguem interessados em construir ou comprar usinas de energia eólica no Brasil. Um exemplo disso é o recente anúncio de que o estado do Piauí deve receber investimentos para a construção de uma indústria para a produção de equipamentos voltados a esse segmento.

Para apresentar soluções, equipamentos, tecnologia, produtos e serviços para a área de energia, será promovida, em São Paulo, a BW Expo 2017 – Feira de Serviços e Tecnologias para Gestão Sustentável de Água, Resíduos, Ar e Energia, entre os dias 7 e 9 de junho, durante a Semana das Tecnologias Integradas para Construção, Meio Ambiente e Equipamentos e será realizado em junho de 2017.

Postado em BW Expo

Nenhum comentário

First
Prev
Página 1 de 40
Next
Last

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP - Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192 - sobratema@sobratema.org.br

Loading