Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

Smart.Con: uma fusão de summit e exposição tecnológica para antecipar as tendências dos próximos anos na indústria da construção

  • Evento será organizado pela Messe München do Brasil em parceria com a SOBRATEMA (Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração)
  • A nova “Smart.Con” acontecerá a cada três anos em São Paulo
  • Katharina Schlegel: Os empreendedores e profissionais das áreas atendidas terão uma plataforma de informação e negócios à altura da sua importância para a economia”.
  • Afonso Mamede: "Empresas altamente inovadoras e startups com produtos e serviços diferenciados estarão presentes no evento

A tecnologia tem demolido convenções e exigido novos olhares para os mais diferentes mercados. Não é diferente na construção, cada vez mais impactada pela industrialização, adoção de novos processos construtivos, materiais inovadores e o uso de ferramentas de gestão. Frente a tantas transformações, como serão as obras do futuro? A resposta a tal pergunta será dada pela Smart.Con, uma proposta inédita de evento para a indústria da construção. A primeira edição será realizada nos dias 17 e 18 de junho de 2020 no São Paulo Expo.

Organizada pela Messe München do Brasil em parceria com a SOBRATEMA (Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração), a Smart.Con será uma fusão entre summit e mostra de produtos e serviços, nunca antes realizada para a indústria da construção no Brasil, com foco em tecnologia e inovação para os setores de Engenharia, Infraestrutura, Real Estate e Rental. “Temos observado que a integração entre summit e exposição, ambos com alta qualidade, é um formato que garante uma melhor troca de experiências e mais satisfação aos participantes”, afirma Katharina Schlegel, CEO e Managing Director da Messe München do Brasil. “Os empreendedores e profissionais das áreas atendidas terão uma plataforma de informação e negócios à altura da sua importância para a economia”.

 

Cenário promissor e desafiador

O presidente da SOBRATEMA, Afonso Mamede, avalia que o lançamento da Smart.Con responde a uma necessidade do mercado. Ele cita movimentos que justificam o foco do evento em tecnologia e inovação. “Temos assistido ao desenvolvimento de máquinas dotadas de sistemas de gerenciamento que permitem conferir a produtividade e garantir mais segurança, além de equipamentos para operadores com mobilidade reduzida. Na área de projetos, o Building Information Modeling (BIM), por exemplo, trouxe benefícios imensos para o setor. E há ainda soluções já aplicadas em algumas obras e por certas empresas, mas que ainda não se massificaram, como a impressão 3D, a realidade aumentada e o uso de robôs no canteiro, a exemplo das plantas industriais altamente automatizadas”.

Mamede observa que, assim como em outras searas, as novas tecnologias elevam a produtividade e a competitividade a novos patamares, mas também estimulam novos padrões de planejamento e trabalho. “Os impactos ocorrem em toda a cadeia produtiva. O panorama é promissor e ao mesmo tempo desafiador. Por isso, é fundamental estarmos atentos às tendências e inclinações em termos de recursos e práticas do setor”.

 

Cinco pilares para conteúdo e visitação

No tocante ao summit, a expectativa dos organizadores é de reunir cerca de 600 participantes. O espaço contará ainda com um palco central dividido em cinco segmentos, de modo a possibilitar palestras simultâneas para cada um dos cinco pilares de conteúdo do evento: Planejamento da Construção; Equipamentos High-tech; Novos Sistema de Construção, Novos Materiais; Automação e Segurança no Canteiro de Obras e O Futuro da Construção.

O summit ocupará o centro da Smart.Con, e o acesso à sua programação será permitido mediante a aquisição de ingressos ou da apresentação de convites dos patrocinadores. Além do palco principal, cinco palcos menores serão instalados em diferentes áreas da feira. Nesses espaços, projetados para 30 espectadores, os visitantes poderão assistir a palestras gratuitas. “Ao todo, serão mais de 125 horas de conteúdo à disposição dos participantes”, destaca Augusto Andrade, Diretor de Feiras da Messe München do Brasil.

O destaque da área de exposição, por sua vez, será a possibilidade de uma visitação coerente, com começo, meio e fim. A planta do evento foi projetada para que o visitante possa caminhar pela feira e acompanhar as várias etapas e equipamentos de uma obra – muitos deles serão demonstrados em funcionamento, com total segurança, facilitando ao público a assimilação de atributos. A divisão da mostra de produtos e serviços seguirá os mesmos temas dos pilares de conteúdo.

Para garantir o caráter técnico e a qualidade da experiência aos visitantes, os estandes da Smart.Con seguirão uma mesma identidade visual. Para os expositores, o grande atrativo é o conceito “chave na mão”: os estandes, disponíveis em cinco dimensões, serão entregues 100% prontos. “As empresas terão de se preocupar apenas em se acomodar e fazer negócios”, diz Andrade.

 

Projeções otimistas

Afonso Mamede acredita que a Smart.Con fomentará o mercado, estimulando os diversos players a adotar soluções para incrementar a produtividade, a eficiência e a qualidade. “Empresas altamente inovadoras e startups com produtos e serviços diferenciados estarão presentes no evento, ressaltando aos participantes como a aplicação de uma tecnologia pode resultar em benefícios e contribuir com o crescimento do mercado”, afirma o presidente da SOBRATEMA. “Levaremos informação relevante ao mercado, que terá o conhecimento daquilo que poderá vir a ser realidade em um futuro próximo”.

Outro ponto que contribui com projeções otimistas para a Smart.Con é o fato de a feira contar com a competência e a expertise de uma referência na organização de mostras setoriais. A Messe München do Brasil é subsidiária da companhia alemã responsável pela realização de importantes feiras técnicas mundiais, tais como a automatica, bauma, BAU, electronica e IFAT.

Saiba mais sobre a Smart.Con em www.exposmartcon.com.br

}